quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Parceria - Blog Livros, Séries e Citações

Apresento hoje o blog parceiro Livros, Séries e Citações.



Para conhecer as novidades, basta clicar em seu banner na coluna de Blogs parceiros.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Parceria - The Tony Lucas blog

Apresento hoje o The Tony Lucas blog, meu mais novo blog parceiro.



Para conferir as novidades, é só clicar no banner na coluna de Blogs parceiros.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Blog Parceiro - Rascunho com Café

Hoje venho apresentar o blog parceiro Rascunho com Café.



Para conhecer as novidades do blog, basta clicar em seu banner na coluna de Blogs parceiros.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Parceria - Blog Brooke Bells

Apresento hoje o blog parceiro Brooke Bells.



Para conferir as novidades do blog, basta clicar em seu banner na coluna de Blogs parceiros.

sábado, 14 de fevereiro de 2015

Blog parceiro - Literaleitura

Apresento hoje o blog parceiro Literaleitura.



Para conhecer as novidades do blog, basta clicar em seu banner na coluna de Blogs parceiros.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

A dor do outro

"Dia desses, no estacionamento, eu caminhava para meu carro com os olhos passeando distraidamente por um ou outro veículo quando estanquei. Sentada num deles, celular no ouvido, uma moça chorava. Rosto consternado, ombros sacudidos pelo pranto.
Sofria tanto que sequer se deu conta de eu ter entrado em meu veículo, estacionado frente a frente com o dela, e tentando, durante instantes, adivinhar sua dor, se justificava tantas lágrimas. Manobrei e tomei o rumo de casa, pensando nesse estranho instinto que temos de saber o porquê da angústia alheia e ainda definir se ela é legítima ou não. 
Tomemos cuidado com esses levianos julgamentos, pois a adversidade que para você tem a importância de um grão, para mim pode parecer intransponível - e vice-versa. Venho procurando exercitar essa compreensão; tendo a achar que as pessoas gostam de sofrer por pouco e isso me deixa impaciente com elas, sabe? Só que elas podem fazer o mesmo comigo, deixando-me sozinha nas minhas lamentações. E esse abandono mútuo, sim, é que seria a mais penosa das tristezas..."

Lana Bitu


 

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

A borboleta azul

Havia um viúvo que morava com suas duas filhas curiosas e inteligentes.
As meninas sempre faziam muitas perguntas.Algumas ele sabia responder, outras não.
Como pretendia oferecer a elas a melhor educação, mandou as meninas passarem férias com um sábio que morava no alto de uma colina.
O sábio sempre respondia todas as perguntas sem hesitar.
Impacientes com o sábio, as meninas resolveram inventar uma pergunta que ele não saberia responder.
Então, uma delas apareceu com uma linda borboleta azul que usaria para pregar uma peça no sábio.
- O que você vai fazer? - perguntou a irmã.
- Vou esconder a borboleta em minhas mãos e perguntar se ela está viva ou morta.
- Se ele disser que ela está morta, vou abrir minhas mãos e deixá-la voar.
Se ele disser que ela está viva, vou apertá-la e esmagá-la. E assim qualquer resposta que o sábio nos der estará errada!
As duas meninas foram então ao encontro do sábio, que estava meditando.

- Tenho aqui uma borboleta azul. Diga-me sábio, ela está viva ou morta?

Calmamente o sábio sorriu e respondeu:

- Depende de você...ela está em suas mãos.

Assim é a nossa vida, o nosso presente e o nosso futuro.
Não devemos culpar ninguém quando algo dá errado.
Somos nós os responsáveis por aquilo que conquistamos (ou não conquistamos).
Nossa vida está em nossas mãos, como a borboleta azul...
Cabe a nós escolher o que fazer com ela.
 
(Autor desconhecido)
 
 


segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Promoção Dia da Amizade no Clube de Autores

Não sei quanto a você mas, para mim, muitos dos meus amigos mais “inspiradores” são personagens de livros inesquecíveis que marcaram a minha vida.

Aliás, de Capitu a Harry Potter, muitas dessas “pessoas imaginárias” acabam fazendo mais parte da nossa vida do que pessoas que convivemos no dia a dia.

Se isso é bom ou ruim, não sei. Mas é a realidade para muita gente. :-)

E é por isso também que O Clube de Autores está fazendo uma promoção para comemorarmos essa data (14 de fevereiro). Entre os dias 08 e 14 de fevereiro, todos os nossos impressos com até 20% de desconto.
 


Quer aproveitar e somar mais um livro ao seu rol de amigos? Então adquira o livro Dores e Amores por apenas R$ 23,21 na versão impressa e R$ 11,87 na versão ebook.
 
 
Não perca essa promoção!

domingo, 8 de fevereiro de 2015

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Vinícius de Moraes e Toquinho

Nesta sexta-feira, que tal Vinícius de Moraes e Toquinho para alegrar o coração?

"Como dizia o poeta
Quem já passou por essa vida e não viveu
Pode ser mais, mas sabe menos do que eu
Porque a vida só se dá pra quem se deu
Pra quem amou, pra quem chorou, pra quem sofreu
Ah, quem nunca curtiu uma paixão nunca vai ter nada, não
Não há mal pior do que a descrença
Mesmo o amor que não compensa é melhor que a solidão
Abre os teus braços, meu irmão, deixa cair
Pra que somar se a gente pode dividir
Eu francamente já não quero nem saber
De quem não vai porque tem medo de sofrer
Ai de quem não rasga o coração, esse não vai ter perdão
Quem nunca curtiu uma paixão, nunca vai ter nada, não"

Vinícius de Moraes e Toquinho

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Arnaldo Jabor

Compartilho esse excelente texto de Arnaldo Jabor para reflexão!
 
Quero voltar a confiar! Fui criado com princípios morais comuns: Quando eu era pequeno, mães, pais, professores, avós, tios, vizinhos, eram autoridades dignas de respeito e consideração. Quanto mais próximos ou mais velhos, mais afeto. Inimaginável responder de forma mal educada aos mais velhos, professores ou autoridades… Confiávamos nos adultos porque todos eram pais, mães ou familiares das crianças da nossa rua, do bairro, ou da cidade…
Tínhamos medo apenas do escuro, dos sapos, dos filmes de terror… Hoje me deu uma tristeza infinita por tudo aquilo que perdemos. Por tudo o que meus netos um dia enfrentarão. Pelo medo no olhar das crianças, dos jovens, dos velhos e dos adultos. Direitos humanos para criminosos, deveres ilimitados para cidadãos honestos. Não levar vantagem em tudo significa ser idiota. Pagar dívidas em dia é ser tonto… Anistia para corruptos e sonegadores…
O que aconteceu conosco? Professores maltratados nas salas de aula, comerciantes ameaçados por traficantes, grades em nossas janelas e portas. Que valores são esses? Automóveis que valem mais que abraços, filhas querendo uma cirurgia como presente por passar de ano. Celulares nas mochilas de crianças. O que vais querer em troca de um abraço? A diversão vale mais que um diploma. Uma tela gigante vale mais que uma boa conversa. Mais vale uma maquiagem que um sorvete. Mais vale parecer do que ser…
Quando foi que tudo desapareceu ou se tornou ridículo? Quero arrancar as grades da minha janela para poder tocar as flores! Quero me sentar na varanda e dormir com a porta aberta nas noites de verão! Quero a honestidade como motivo de orgulho. Quero a vergonha na cara e a solidariedade. Quero a retidão de caráter, a cara limpa e o olhar olho-no-olho. Quero a esperança, a alegria, a confiança! Quero calar a boca de quem diz: “temos que estar ao nível de…”, ao falar de uma pessoa. Abaixo o “TER”, viva o “SER”.
E viva o retorno da verdadeira vida, simples como a chuva, limpa como um céu de primavera, leve como a brisa da manhã! E definitivamente bela, como cada amanhecer. Quero ter de volta o meu mundo simples e comum. Onde existam amor, solidariedade e fraternidade como bases. Vamos voltar a ser “gente”. Construir um mundo melhor, mais justo, mais humano, onde as pessoas respeitem as pessoas. Utopia? Quem sabe?... Precisamos tentar… Quem sabe comecemos a caminhar transmitindo essa mensagem… Nossos filhos merecem e nossos netos certamente nos agradecerão!